Filosofia: Resumo Lógica

segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

Lógica – ciência que tem como objectivo de estudo as condições do pensamento e do discurso.


Lógica Natural - É espontânea, intuitiva e limitada ; É o exercício natural da razão; usa uma linguagem natural; obedece a princípios lógicos(identidade;não-contradição;terceiro excluído) que lhe servem de orientação.


Lógica Cientifica - é tratada por especialistas; estabelece regras para distinguir argumentos válidos de argumentos não válidos; faz uso da linguagem formal.


Importância da Lógica -fornece competências que permitem avaliar a validade dos argumentos; proporciona-nos meios que possibilitam a organização coerente do pensamento; permite avaliar diversos tipos de discursos.


Relação Raciocínio -Argumento: O Raciocínio é a operação intelectual do Argumento, e este é a sua verbalização; a mesma relação aplica-se ao termos Juízo - Proposição.


Verdade – é um valor lógico de uma proposição.


Validade – é um valor lógico de um argumento.


Matéria - significado das proposições de um Argumento e que podem ser Verdadeiras ou Falsas;


Forma: Relação entre as proposições: Válido/Não Válido;


Diferença de Dedução e Indução:


Dedução – Argumento em que a premissas são verdadeiras e a conclusão também é; Não amplia o conhecimento; é rigoroso, aplica-se nas ciências formais, de raciocínio e de demonstração.


Indução – Argumento em que se as premissas forem verdadeiras, a conclusão só é provavelmente verdadeira, amplia o conhecimento, e pouco rigoroso, aplica-se nas ciências experimentais.


Relação: Conceito(expressão intelectual)- Termo(expressão verbal)


Modalidade de Juízos – Condicionais(S então P);Categóricos (S é P); Disjuntivos(S ou P)
Silogismo – Argumento com 3 proposições categóricas resultante do encadeamento de 3 termos.
Falácia – inferência inválida com aparência de válida. Ocorre quando se desrespeita umas das regras de inferência.
Sofismo – quando o argumento é defeituoso e é elaborado com a intenção de enganar, intencional e consciente.
Paralogismo – Quando a argumentação é inválida mas sem intenção de errar. Qualidade – Afirmativos/Negativos
Quantidade – Universais/particulares

Tipo A: Universal/Afirmativo
Tipo E:Universal/Negativo
Tipo I:Particular/Afirmativo
Tipo O:Particular/Negativa;
Distruição dos Termos no Juízo Categórico:
Modelo: Tipo X – Sujeito Distribuído; Não Distribuído/ Predicado Distribuído; Não Distribuído
Tipo A - Distribuído/Não Distribuído
Tipo E- Distribuído/Distribuído
Tipo I- Não Distribuído/Não Distribuído
Tipo O- Não Distribuído/Distribuído
Termo Médio - M
Termo Maior - P
Termo Menor - S
Distribuição conforme a figura:
Modelo:
Figura X: Distribuição Premissa maior/Distribuição premissa menor/Distribuição conclusão

1ª Figura: M é P/S é M/S é P
2ª Figura: P é M/S é M/S é P
3ª Figura: M é P/M é S/S é P
4ª Figura: P é M/M é S/S é P
Este resumo é baseado em apontamentos, e no livro de Filosofia " Um outro Olhar Sobre o Mundo" do 11º Ano de Maria Antónia Abrunhosa e Miguel Leitão; Edições ASA. O Resumo é até à página 47, não encontrando-se assim as Regras do Silogismo dentro deste Resumo. Se quiser expandir o resumo, proceda ao envio do texto para o nosso contacto.

0 comentários:

Enviar um comentário